terça-feira, 17 de julho de 2012

O que vejo



"De vez em quando Deus me tira a poesia.
Olho pedra, vejo pedra mesmo..."

Adélia Prado

2 comentários:

  1. Eis a vida: às vezes, dura como um poema!

    ResponderExcluir
  2. E sem poesia não há como respirar...
    Um grande abraço, Elenir...

    ResponderExcluir