sábado, 31 de março de 2012

Das coisas que desejo

Vista de Santorini  - Grécia


Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente
[o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais,
[se puder ser,

Ou até se não puder ser...

Fernando Pessoa

Um comentário:

  1. Ah! Fernando Pessoa,desejar ou querer isto ou aquilo,mais ou menos,pouco ou muito....faz parte de nós humanos, pois desejamos sempre o que está distante,porém não há ninguém que não deseje algo, mesmo sendo apenas seu maior desejo.Um grande abraço!

    ResponderExcluir